Please reload

“Jogos, quadrinhos, canecas e uma toalha, por favor” – O que sua empresa precisa saber sobre o mercado que mais consome nesta e nas próximas gerações...

1/3
Please reload

Destaque

“Pede a senha do wi-fi pro motorista” – O que sua empresa precisa saber sobre o mercado que mais consome nesta e nas próximas gerações Pt.3

 Como já sabemos, o consumidor geek é ávido por bens de consumo com qualquer aspecto colecionável e que traga elementos de suas séries, jogos e publicações favoritas. No entanto, a maior parte dos recursos financeiros gastos pelo consumidor geek é dedicado à compra de serviços, produtos intangíveis que são parte essencial da rotina desse consumidor e que, muitas vezes, são os responsáveis pela rápida disseminação da cultura geek e reunião de membros desse segmento em torno de suas marcas favoritas.

 

 Para entender mais desse perfil de consumo, vamos analisar os principais serviços contratados pelo consumidor geek e como eles tem vital integração com todo o composto de consumo, formação e organização desse segmento.

 

Internet e telefonia móvel

 Sem dúvidas o principal produto consumido pelos geeks, a internet e telefonia móvel são os principais meios de comunicação do mundo moderno, mas não representam apenas isso para o consumidor geek, que se reúne com outras pessoas de perfil similar através de fóruns de internet e comunidades em redes sócias, antigamente feitos impossíveis para os geeks que moravam em regiões mais isoladas do país ou com menor acesso a eventos. A internet é também sua principal fonte de acesso ao entretenimento e informação, seja através de sites e blogs informativos, de humor ou review de produtos (os microinfluenciadores responsáveis por inclinar decisões de compras) ou dos próprios jogos on-line, cursos e tutoriais que leem e assistem a fim de aprender novas habilidades.

 

Educação presencial e à distância

 Como citado, através da internet o consumidor geek tem sua principal fonte de aprendizado e não é raro que esse consumidor invista seus recursos direcionados a educação em cursos à distância de universidades do mundo inteiro através de plataformas que se popularizaram rapidamente nesse mercado como o Coursera ou participando de congressos e seminários digitais a fim de se atualizarem ou descobrirem novos temas.

 

 Tendo referenciais na literatura e cinema de protagonistas autodidatas ou que buscaram conhecimento através de fontes menos tradicionais que uma sala de aula, o consumidor geek não tem os mesmos preconceitos ou resistências à educação à distância como outros segmentos que ainda descobrem timidamente os benefícios desses métodos de ensino enquanto mais e mais instituições de grande renome abrem suas plataformas de educação à distância.

 

Ferramentas digitais

 Não é nenhum segredo que os primeiros programas de informática piratas foram desbravados e hackeados por verdadeiros geeks. Mesmo quando não tratamos de softwares pirateados, a maior parte das ferramentas utilizadas diariamente pelo consumidor geek em seus ambientes social, acadêmico e profissional são adquiridas através de licenças digitais, como hospedagem para seus sites e blogs, ferramentas gráficas ou outras que utilizem para realizar suas atividades e armazenar seus dados e arquivos digitais.

 

 E entre os consumidores geeks podemos encontrar uma média de consumo de aplicativos de smartphones muito superior ao consumo regular, pois grande parte de suas atividades e interesses dispõe de dezenas de opções de aplicativos para expandir suas experiências ou gerenciar suas finanças e informações, assim, empresas de todo porte que buscam maior aproximação desse mercado tem investido em aplicativos relevantes para o público a fim não só de alcançar um maior público digital em geral, mas de serem reconhecidas como marcas adaptadas aos tempos e necessidades modernos.

 

Assinatura de conteúdo informativo e de entretenimento

 O assombroso crescimento do Netflix no Brasil deve muito de seu resultado ao consumidor geek, uma vez que este absorveu instantaneamente a cultura oferecida pelas smart tvs e compra de conteúdo de entretenimento digital, já presente em outros produtos que o geek estava acostumado a consumir. Enquanto a maior parte dos tios e avós ainda brigavam com os controles remotos, os consumidores geeks já terminavam sua primeira maratona de séries por serviços de streaming de filmes, séries e animações, como o Crunchyroll que ajudou a combater a pirataria de animações e novelas japonesas não apenas no Brasil mas em todo o ocidente.

 

 Entre os geeks mais velhos ou que são altamente dependentes de notícias do mundo em seus ambientes profissionais, as assinaturas de jornais e revistas continuam sendo um serviço essencial, mas migrou rapidamente do formato impresso para o digital enquanto seus familiares e amigos menos geeks continuam a apreciar os dedos manchados pela tinta fresca dos periódicos.

 

Terceiro ambiente

 Em Marketing chamamos de “terceiro lugar” um ambiente externo aos nossos primeiro e segundo lugares (Casa e trabalho/escola) em que escolhemos investir nossas horas de forma prazerosa, seja num clube de esportes, uma igreja ou, no caso dos geeks, um ambiente que abrace sua cultura de entretenimento e criatividade, seja uma loja com espaço para interação social (como as livrarias que cedem sofás para leitura ou cafeterias com confortáveis poltronas e wifi), centros comunitários orientados para experiências sócio-culturais (como o Centro Cultural São Paulo) ou até mesmo a casa daquele amigo solteiro onde todos se reúnem pra jantar e assistir filmes ou jogar vídeo game.

 

 O varejo é o principal beneficiado dessa característica do consumidor geek, que muitas vezes prefere viajar para longe e encontrar uma loja que tenha espaço para sentar e reunir-se com amigos do que consumir através de varejistas on-line ou de lojas em shoppings movimentados próximos a seus bairros. Grandes marcas como a Starbucks ou pequenos empreendimentos como a Omniverse ganharam rapidamente o coração de seus clientes não apenas pela qualidade de seus produtos e atendimento, mas especialmente por oferecerem ao consumidor geek um ambiente aconchegante e que faz suas atividades e interesses bem vindos a qualquer momento.

 

Transporte

 Também entre os serviços essenciais ao consumidor geek, especialmente por pertencerem a gerações que são menos inclinadas ao consumo de meios de transporte particular, estão serviços de transporte público ou particular, seja através de contratação de caravanas para seus eventos favoritos junto a outros visitantes, do aluguel de bicicletas espalhadas pela cidade ou de caronas pagas em serviços similares ao tradicional táxi, o consumidor geek prefere investir seu tempo em transporte aos jogos eletrônicos portáteis, à leitura ou às conversas com seus amigos ao stress e concentração exigidas pela direção de seus próprios veículos, além de dividirem uma consciência ambiental orientada à sustentabilidade do planeta com outros tipos de consumidor de mesma idade.

 

 E, apesar destas categorias de produtos serem as de maior procura pelo consumidor geek, virtualmente qualquer produto que apresente em sua proposta de valor uma comunicação com os interesses e valores desse consumidor são rapidamente descobertos e postos à prova podendo ganhar a ciência do segmento uma vez que consumidores satisfeitos tendem a promover seus produtos e marcas favoritos, no entanto, quando falamos do consumidor geek, estamos falando de um membro altamente engajado em redes sociais, com grande possibilidade de tratarmos de um influenciador em seus círculos sociais e profissionais através de canais do YouTube, fanpages, blogs ou fóruns em que atuam. Assim, é essencial também para que as empresas e marcas que se proponham a comunicar com o mercado geek não deixem de fora de seus esforços de marketing e publicidade um comprometido cuidado em estudar seus interesses e canais de comunicação para não serem rapidamente identificadas como “oportunistas” ou outras características negativas, que repercutirão rapidamente através dos mesmos canais para um público que sabe muito bem o que quer e o que é bom ou não para si. Para isso, já existem algumas agências de comunicação ou consultorias de marketing se especializando nesse segmento (em sua totalidade lideradas por geeks), como a própria Universo Expandido, que podem facilitar os caminhos de sua empresa para esse público com maior segurança e sem precisar assistir e ler inúmeras referências para começar a entrar na cabeça desse promissor consumidor.

 

 Agora que você já entende bem quais as principais categorias de produtos que os geeks consomem, vale a pena descobrir um pouco mais sobre os lugares onde esse consumidor faz suas compras e deixa seu precioso dinheiro no próximo artigo desta série.

 
 Para acompanhar esta e outras pautas interessantes inscreva-se no blog e receba novidades antes do resto do mercado!

 

 

  Bruno Ibarra

 

 O autor deste artigo atravessa a cidade para encontrar os amigos em seu terceiro lugar enquanto paga contas por aplicativo e assiste novelas japonesas por streaming. É pesquisador de cultura e tradições japonesas em colaboração com a Meiji University e consultor de Marketing da Universo Expandido, auxiliando empresas a se relacionarem com o público geek entre uma viagem de Uber e uma promoção da PSN.

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Compartilhar
Curtir
Please reload

Please reload

Recentes
SIGA-nos
TAGS
Please reload

  • LinkedIn ícone social

(11)9-9556-9802

São Paulo - SP | Brasil

© 2017-19 Universo Expandido Negócios Inteligentes LTDA